O que pode resolver a crise no país, a prisão dos corruptos ou a oração do povo de Deus?

27 FEV 2018
27 de Fevereiro de 2018
Está escrito: Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; (I Timóteo 2:1,2) 

Você acredita na justiça dos homens ou na intervenção de Deus, quando o seu povo ora clamando por justiça e cura?

Estamos sendo afogados num mar de corrupção e todo tipo de males, de modo que, se não soubermos nadar com a prática dos bons costumes, obedecendo aos princípios de Deus e voar com as asas da oração e súplicas, estaremos sujeitos aos mesmos problemas que os incrédulos e infiéis enfrentam. Sem dúvida seremos tão vulneráveis quanto aos que desconhecem a graça e as promessas de Deus. Pois a promessa de Deus é cuidar de todos que nEle confiam,  isso consiste em socorrer, proteger, prosperar e salvar. 

Infelizmente, o mundo enfrenta todo tipo de situações horríveis e catastróficas, mediante a sua própria escolha, pois a secularidade resiste a Deus, busca seus  próprios caminhos e inventa suas próprias crenças e cria seus próprios deuses. 

Vamos a uma realidade, os tempos remotos possuem muitas coisas em comum com o presente século; as historias dos reis e das nações se assemelham com acontecimentos bem idênticos. É impressionante como o mundo vive num círculo vicioso, parece que a terra gira com os mesmos acontecimentos, só mudando os personagens, porém a maldade, os dramas e as tragédias são iguais; como uma maléfica rotina sistemática. Sim, parece que o mal que circula pela terra se fecha numa contínua ação sistemática, onde só mudam as vítimas. 

Com base na Palavra de Deus, vamos entender que todos os terríveis males existentes, são recompensa dos ímpios e infiéis e não para os que amam a Deus, obedecem os seus preceitos e buscam a sua face. Está escrito: Se algum mal nos sobrevier, espada, juízo, peste, ou fome, nós nos apresentaremos diante desta casa e diante de ti, pois teu nome está nesta casa, e clamaremos a ti na nossa angústia, e tu nos ouvirás e livrarás. (2 Crônicas 20:9)

Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que está no meio das suas ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas; e livrá-las-ei de todos os lugares por onde andam espalhadas, no dia nublado e de escuridão.   (Ezequiel 34:12)

A promessa de Deus é de proporcionar sempre suas bênçãos e proteção ao seu povo. O nosso clamor a Ele pela vida, o nosso empenho a obediência, como também o nosso amor, prazer e zelo por seus preceitos, valem a defesa da nossa vida. Está escrito: Converter-te-ás, pois, e darás ouvidos à voz do Senhor; cumprirás todos os seus mandamentos que hoje te ordeno. E o Senhor teu Deus te fará prosperar em toda a obra das tuas mãos, no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto da tua terra para o teu bem; porquanto o Senhor tornará a alegrar-se em ti para te fazer bem, como se alegrou em teus pais, quando deres ouvidos à voz do Senhor teu Deus, guardando os seus mandamentos e os seus estatutos, escritos neste livro da lei, quando te converteres ao Senhor teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma. Porque este mandamento, que hoje te ordeno, não te é encoberto, e tampouco está longe de ti. Não está nos céus, para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Nem tampouco está além do mar, para dizeres: Quem passará por nós além do mar, para que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? Porque esta palavra está mui perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires. Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal; porquanto te ordeno hoje que ames ao Senhor teu Deus, que andes nos seus caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas, e te multipliques, e o Senhor teu Deus te abençoe na terra a qual entras a possuir. Porém se o teu coração se desviar, e não quiseres dar ouvidos, e fores seduzido para te inclinares a outros deuses, e os servires, então eu vos declaro hoje que, certamente, perecereis; não prolongareis os dias na terra a que vais, passando o Jordão, para que, entrando nela, a possuas; os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, amando ao Senhor teu Deus, dando ouvidos à sua voz, e achegando-te a ele; pois ele é a tua vida, e o prolongamento dos teus dias; para que fiques na terra que o Senhor jurou a teus pais, a Abraão, a Isaque, e a Jacó, que lhes havia de dar. (Deuteronômio 30:8-20) 

Enfim, estamos vivendo em um mundo que resiste a Deus e se condiciona ao sistema maligno, um mundo dominado pela intenção da perversidade de Satanás a quem pertence a mentira e as articulações para a corrupção geral da humanidade, a morte e a destruição dos valores divinos. 
Todas as ações voltadas para extinguir os reais valores que Deus estabeleceu na vida dos homens, precisam ser frustradas, por esta razão Jesus entrou em cena –  Está escrito: Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.( 1 João 3:8). 

Sendo assim, só a resistência apoiada na verdade, poderá nos livrar e também curar a nossa terra e toda nossa nação, baseado em II Crônicas 7:14. Portanto, convertemo-nos, humilhemo-nos, e clamemos ao Senhor por nossas vidas e nosso país.

Ministério Cultura Cristã
Pr. Aroaldo de Oliveira
Voltar

Entre em contato

22) 99839-3130 | 98201-8137  - contato@culturacrista.com.br